TJ e Cesmac assinam termo de cooperação para beneficiar crianças e jovens que estão abrigos

O Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL) e o Centro Universitário Cesmac celebram, nesta quinta-feira (9), às 10h, termo de cooperação técnica visando beneficiar crianças e adolescentes que se encontram em abrigos na Capital. A proposta é encaminhar essas crianças e jovens para atendimento nas clínicas de saúde do Cesmac. Aqueles a partir de 16 anos também poderão atuar como aprendizes na instituição de ensino.

O termo será assinado no TJAL pelo presidente da Corte, desembargador Otávio Praxedes, pelo reitor do Cesmac, João Rodrigues Sampaio Filho, e pelo vice-reitor, Douglas Apratto Tenório. A juíza Fátima Pirauá, titular da 28ª Vara Cível de Maceió (Infância e Juventude), também participa da iniciativa.

“É muito importante inserir essas crianças e adolescentes no meio social. Eles poderão receber atendimento médico e odontológico, e os mais velhos terão a chance de se capacitar para o mercado de trabalho”, explicou a magistrada.

Ainda segundo Fátima Pirauá, os abrigos de Maceió têm, hoje, aproximadamente 80 crianças e jovens. “A maioria já é adolescente, o que dificulta a adoção, porque muitos preferem adotar crianças pequenas. Em relação aos mais velhos, é importante que eles se capacitem para que tenham autonomia quando saírem dos abrigos”.

A vigência do termo será de cinco anos. O contrato prevê ainda que o TJAL disponibilize vagas de estágio supervisionado para os estudantes regularmente matriculados no Cesmac.

Ascom – 08/08/2018

(Visited 11 times, 1 visits today)